Entendendo a importância do contraste pessoal


Você já ouviu falar de contraste pessoal? Poucas pessoas sabem a importância dele para criar um look, uma make ou mudar a cor do cabelo, por exemplo. Conhecer o seu contraste é muito importante para criar combinações mais harmônicas que valorizam sua imagem pessoal. E foi pensando nisso que resolvi falar um pouco mais sobre isso por aqui hoje. Vamos lá?


O que é contraste pessoal?


Existem três tipos de contraste: baixo, médio e alto. Para encontrá-los é preciso avaliar de maneira comparativa a diferença entre a cor da pele, boca, olhos, cabelos e sobrancelhas. Quando a diferença entre essas cores é muito grande significa que o contraste é alto, por exemplo. Uma excelente maneira de avaliar o resultado é observando uma foto em preto e branco como nesse exemplo.


Vale ressaltar que a cor da pele influencia no contraste, mas não é um fator determinante para mulheres brancas ou negras, por exemplo. O resultado do contraste pessoal é fruto da comparação da combinação das características mencionadas anteriormente.


O contraste pessoal pode mudar?


É natural que ao longo da vida a gente sinta vontade de mudar o visual, não é? Com isso impactamos sim no contraste. Afinal, ele é resultado da combinação de cores da sua aparência! Ou seja, se você escurecer ou clarear os cabelos e mudar, tom da sobrancelha com sombra ou fizer micropigmentação nos lábios o seu contraste pode sim mudar.


Por isso, quando fazemos análise de coloração pessoal, isolamos o cabelo quando ele não é natural. Isso porque dessa forma fica mais fácil para a consultora analisar outras partes do rosto sem sofrer influência dessa cor. Mas calma, não ignoramos o tom do cabelo, seja ele natural ou colorido! Primeiro identificamos o contraste para depois analisarmos se a cor está adequada ou não.


Mas como eu já disse por aqui antes, eu Bia não sou dessas consultoras que proíbem nada. Então se você gosta do seu cabelo nesse tom vamos dar um jeito. Podemos encontrar formas de minimizar pontos fracos que essa escolha pode causar na sua imagem pessoal e alcançar resultados excelentes.


Dicas para montar um look certo


Assim como outras características, o contraste pessoal influencia e muito no resultado final do seu look. Por isso, agora que você já consegue ter uma noção melhor do seu contraste, vou dar algumas dicas de como escolher as peças adequadas.


Para quem tem alto contraste é interessante optar por peças com cores contrastantes sejam elas estampadas ou não. Já quem tem médio contraste deve optar por combinações com cores menos contrastantes, com contrastes baixos para que não se destaquem mais que a pessoa. E por fim, quem tem contraste baixo se beneficiam de estampas mais suaves com cores homogêneas, um bom exemplo são as estampas camufladas.


Gostou das dicas? Tem post novo toda quarta-feira aqui no blog e diariamente no Instagram, segue lá também: @biascampini.